sábado, julho 11

Imovél para ser feliz


Sentada no sofá em frente a televisão, assistia um daqueles filmes românticos fim de madrugada, relembrava de noites anteriores, o controle remoto na sua mão direita não tinha como mudar, não podia parar as lágrimas que escorriam e secavam em suas bochechas.


O clima frio da noite atingia sua pele, sentia falta do companheiro, no filme o casal de namorados se entregavam completamente um ao outro, e ela fechou os olhos e pode começar a imaginar mas preferiu abri-los e evitar ao máximo.


Quis ser forte, eu sou forte, desligou a televisão, foi para o quarto, ligou o ventilador e pediu a Deus que esquece-se o que tinha passado, amém, deitada olhando para o teto planejava sua nova vida, lá fora, na rua tocava uma música que a puxou de volta ao passado não tão distante.


As lágrimas acompanharam ela pela noite e quando o sol chegou pela manhã, com os olhos avermelhados e inchados, discou um número no telefone, que tinha apagado da agenda, porém na mémoria aqueles números sorriam como um prêmio de loteria. Mesmo sabendo que estava certa pelo fim, pediu desculpas e pediu o seu retorno.


Caros amigos, o amor é mágico, contudo as vezes nos cega de uma forma, que cometemos erros terrivéis, imaginando que o problema esteja sempre conosco, queremos tanto agradar o outro, que esquecemos de nos contemplar diariamente com uma boa dose de felicidade.


Ame-se primeiramente...
Para amar ao próximo...
Jefferson Lucas

4 comentários:

Rafaela disse...

Nuossa q lindo Lukas...
Ameei...
Podes crer temos q nos amar primeiramente e não olhar para tras, pois olhando para tras nunca vamos conseguir viver o presente e nem o futuro.

camilapinheiro disse...

Gosto do jogo dialógico, agosto da troca de sujeitos... Acho mesmo que a solidão inspira. Acho mesmo que ela faz bem, que faz crescer... É um bom caminho escrever, é um bom caminho refletir. Gosto disso.

carina disse...

quando eu leiu suas palavras seus poemas eu saiu fora de mim,me sinto mais apaixonada,mais por dentro do mundo dos romanticos,e olha que dificil sou uma pessoa muito turrona,vc ta de parabens!!!!

Felícia Alcântara disse...

O que me chamou atenção,além de ser muito bem escrito, foram como as palavras são imagéticas, como se fossem cenas, perfeitas.

Acho que já me vi nessas cenas algumas vezes, hehe! Mas estes momentos por mais, delicados que sejam, sempre servem como aprendizado.Amar é bom, mas antes de nos entregarmos completamente, devemos nos amar, antes de tudo.

Tuas palavras trazem tanto romantismo para nossa vida, e isso é tão bom!!!

Bjs!